4

O castelo de Thor

O castelo de Thor


Thor era um príncipe bonito e muito rico que vivia em um castelo enorme. No castelo, além do príncipe Thor, viviam sua mãe e seu irmão. Seu pai, o rei, estava sempre viajando a negócios, e por isso tinha um castelo em cada canto do mundo.

O príncipe Thor era bondoso e gentil, mas escondia uma tristeza: ele não sabia ler. Não que não soubesse ler as palavras: conseguia saber o que estava escrito. O problema é que ele não sabia o que elas significavam, não entendia o que queriam dizer. Fingia que sabia, e se lhe perguntassem, dizia que era muito ocupado com as coisas do castelo, que tinha que tomar conta de tudo, e por isso nunca terminava de ler os livros. Na verdade, por mais que se esforçasse, não conseguia entender o que estava escrito.

Conforme os anos foram passando, Thor se tornou cada vez mais bonito, e cada vez mais preocupado com sua beleza. Cuidava-se muito bem: alimentava-se direito e exercitava-se muito. Exibia, com orgulho, seu porte de príncipe nas festas do castelo. Sua mãe, vaidosa, gabava-se da beleza do filho ' cada vez mais lindo está o Thor!' E o príncipe ia crescendo, cada vez mais bonito e vaidoso.

Só que o príncipe, tão preocupado que estava em ser belo, esqueceu-se de tentar entender as palavras, e foi se distanciando cada vez mais dos livros.

Quando estava prestes a entrar na idade adulta, Thor era um príncipe encantado: loiro, alto, forte, lindo demais! E ele sabia disto, sentia-se como um perfeito príncipe encantado. Por conta desta vaidade, Thor conseguiu algo muito, mais muito difícil mesmo. Ele conseguiu comprar o Espelho Mágico! Sim, este mesmo, o espelho mágico que pertencia à madrasta da Branca de Neve.

Assim que o espelho chegou ao castelo, Thor pediu que o pendurassem em seu quarto. O príncipe estava em êxtase: nunca se vira tão belo quanto ali, refletido naquele espelho. Não conseguiu resistir à pergunta que estava na sua cabeça há tempos e foi logo indagando:

  • Espelho, espelho meu, existe no mundo um rapaz mais lindo do que eu?

O espelho respondeu:

  • Sim, alteza. Vós sois lindo, mas como vós existem vários. E mais bonitos do que vós, existem incontáveis!

O príncipe não podia acreditar no que ouvia! Como poderia haver alguém mais bonito do que ele?

Thor continuou se exercitando e comendo bem. Tratava da pele, dos cabelos, das unhas. Tratava a si mesmo com o máximo de cuidado e comprava tudo o que o dinheiro permitia para se embelezar mais e mais. Todos os dias, a mesma pergunta:

  • Espelho, espelho meu, existe no mundo um rapaz mais lindo do que eu?

  • Sim, alteza. Vós sois lindo, mas como vós existem vários. E mais bonitos do que vós, existem incontáveis! - era, todos os dias, a mesma resposta.

Thor não desistia, e se cuidava cada vez mais. Sua vaidade não tinha limites e não se importava em pagar o que fosse para tornar-se o rapaz mais bonito de todos. Mas, todos os dias, ouvia a mesma resposta do espelho.

Um dia, frustrado por não ser o rapaz mais lindo do mundo, atacou o espelho mágico. Gritou:

  • Espelho cego! Não vês que sou o rapaz mais lindo de todos? Diga que sou, porque senão eu te quebro todo!

O Espelho, por ser mágico, não podia mentir. Ficou com medo de que Thor o quebrasse, mas ficou tão aborrecido com a ameaça que resolveu falar logo a verdade de uma vez:

  • Vós sois belo, alteza, mas apenas a beleza física vos contempla...

  • O que queres dizer, Espelho Mágico? - perguntou Thor, aflito. - Fale de modo que eu entenda, por favor!

  • Pois bem, assim o farei – disse o espelho – perdoe-me a franqueza, e não diga que não avisei...

  • Fala, Espelho! - Thor estava ansiosíssimo!

  • Nenhum homem é bonito quando é burro! Se você continuar só cuidando do seu corpo e esquecendo da sua alma, nunca será bonito de verdade! Deixe um pouquinho a vaidade de lado e comece a ler. A ler de verdade, a entender o que os livros querem dizer!

Thor quase caiu para trás ao ouvir isto! Então o Espelho Mágico sabia seu segredo? Sabia que ele não entendia as palavras, e por isso não lia? Thor ficou arrasado, sem saber o que pensar. O Espelho consolou-o, dizendo que o ajudaria e ler e entender os livros.

Hoje em dia, Thor está cada vez mais bonito. Com a ajuda do Espelho, tornou-se um aluno aplicado e lê com prazer. Descobriu que a verdadeira riqueza não está no que temos, mas no que somos. Está mais feliz do que nunca, sentindo-se muito bem consigo mesmo. Não se preocupa mais em ser o mais belo. Agora, para ele, o que importa é ser o mais feliz. Para isto anda até procurando uma princesa... Alguém se candidata ao posto?

4 comentários:

Aretusa disse...

Ainda bem que o Thor aprendeu a tempo, imagina se ele vira uma adulto esnobe e arrogante e sem nenhum conteúdo? E olha que tem bastante por aì!
Mais uma vez aquele conselho da Eliane é fundamental: leia muito!
Beijocas,
Aretusa, mamãe da Doce Sophia

Aretusa disse...

Ops, troquei as letras, é Elaine, Elaine Cunha!, Sorry.

Clarisse disse...

E o "muso" inspirador da historinha nem bonito é...

carol disse...

Realmente beleza sem conteúdo não diz nada. Com o belo a gente até se acostuma, mas com o inteligente a gente se surpreende sempre.
Ótima mensagem !

Letícia MEndes

Postar um comentário