1

Uma festa entre amigos





Uma festa entre amigos




Tinha sido um inverno rigoroso, em que todos os bichos da floresta, de algum modo, sentiram-se fracos e desanimados. Seu rei não estava alheio a isto. E, ao perceber a chegada do sol, chamou seus conselheiros:

  • Vejam todos os lindos dias que estão fazendo! O inverno se foi, agora é chegada a estação das flores! Em breve teremos flores perfumando nossa vida, embelezando nossas árvores! Temos muito a comemorar!

E assim foi que o rei Leão Zanzão incumbiu aos conselheiros que organizassem uma grande festa para todos os animais comemorarem os novos e bons tempos. Só fez uma observação: todos deveriam ser convidados.

O chefe dos conselheiros era um macaco gaiato, Chico Chicudo, que adorava uma festa. Ao receber sua missão, sorriu e disse: 'festa? Pode deixar comigo!' E na mesma hora começou os preparativos.

O coelho Pernacurta foi incumbido de entregar os convites. Colocou todos em uma grande bolsa e saiu pelas matas. Subiu em árvores para falar com as corujas, desceu abaixo da terra para encontrar as minhocas, mergulhou no rio para convidar o jacaré. Todos os animais recebiam o convite e diziam: ' avise ao rei que estarei lá!'

O rei, por sua vez, estava cada dia mais ansioso. Queria que o dia da festa chegasse logo, estava preocupado com a organização do evento. Chico Chicudo ria de suas preocupações 'deixa estar, majestade, que tudo está nos conformes!'

O dia da festa chegou. Girafas, elefantes e rinocerontes dividiam espaço com animais pequenos, como esquilos, gatos e até formigas. De início, todos estavam assim, sem saber o que fazer. Todos felizes em celebrar a chegada da primavera, mas sem saber como fazer isto.

Chico Chicudo, que realmente entendia de festa, tratou de chamar os gorilas para tocar em uma bandinha improvidada. Logo, com a música animada tocando, os bichos começaram, pouco a pouco, a se movimentar. Um elefante, muito tímido, foi para o meio da pista querendo mostrar deus passinhos de dança. Vermelhinho de tanta vergonha, começou. E aí uma formiga se aproximou e disse: 'quer uma parceira?' e os dois começaram a dançar juntos.

Todo mundo riu de ver o elefante dançando com a formiga, claro. Mas foi assim que perceberam que amizade não tem tamanho nem espécie. E em dois tempos estavam todos dançando juntos, girafa com rinoceronte, esquilo com cobra, minhoca com pombo. Casais improváveis se formaram e dançaram salsa com gosto, bonito mesmo de se ver!

O rei assistia a tudo emocionado. Como era bom ver o reino todo em festa! Depois dos duros dias de frio, a nova estação anunciava a felicidade. Uma

felicidade tão grande que a festa, ao invés de durar um dia, durou três.

Quando a festa acabou, cada animal voltou para seu cantinho, todos exaustos. Na volta para casa, duas certezas – a primeira era que Chico Chicudo sabia mesmo organizar uma festa. E a segunda... Bom a segunda todos sabemos: quando temos bons amigos, a vida é sempre uma festa de flores, com cores e perfumes que alegram nossos dias e nos enchem de amor!


1 comentários:

Têh~° disse...

oun que lindo!!!

Postar um comentário